Como perder gordura abdominal sem perder bumbum

Perder a gordura abdominal sem perder as nádegas é possível porque a maior parte da gordura abdominal é formada pelo que chamamos de gordura de base, que nada mais é do que toda a gordura que está em nosso corpo e de alguma forma consegue convertê-la em energia. ... Porém, não importa o quanto alguém goste, é uma reserva de energia.

Mas a bunda é composta principalmente de gordura essencial, que, como os seios, não pode ser convertida em energia. No caso do bumbum, é possível eliminar a gordura do tronco, manter a gordura essencial e desenvolver a massa muscular da região.

O que deve ficar claro é que quando uma pessoa faz o exercício, a energia que está sendo usada não sai apenas da área que está sendo ativada, principalmente se for gorda. Por exemplo, quando você faz um trabalho aeróbio, a gordura utilizada durante essa atividade vem de todo o corpo, e quando você também faz exercícios abdominais, a diferença é que os exercícios abdominais trarão mais força e possivelmente hipertrofia muscular. e também dará um senso de definição, assim como as nádegas.

Diferenças entre corpos

A distribuição da gordura no corpo é diferente em algumas áreas anatômicas. Na idade adulta, quando as pessoas engordam, costumam ter dois formatos. Pêra e maçã, as peras são chamadas de ginóides, e é com elas que a maior parte da gordura se acumula nas pernas e nádegas. A forma de maçã é chamada de andróide e nela as pessoas acumulam mais gordura na região da barriga.

Nesse último caso, é possível imaginar que as pessoas com perfil Android têm muito mais dificuldade em perder a barriga, e mesmo quando isso acontece, a chance do cuzinho ficar junto é maior, pois é claro que já absorve um pouco de gordura na região .

Os melhores exercícios para as nádegas

Agachamento profundo: pernas ligeiramente afastadas, pés ligeiramente à frente da linha do quadril. Faça um movimento de flexão dos joelhos abaixando-se o máximo possível e jogando todo o peso sobre os membros inferiores.

Rigidez: pernas ligeiramente afastadas, halteres ou barra à frente do corpo, flexão do corpo com ligeira flexão dos joelhos. Tenha cuidado para não hiperflexionar a região lombar e evitar que os joelhos se abram.

Afundar: coloque uma perna na frente e outra atrás. O pé de trás deve estar no final. Flexione os dois joelhos ao mesmo tempo, a coluna deve estar reta.

Os erros mais comuns

Faça algumas séries: para atingir o crescimento dos músculos glúteos, os cientistas recomendam fazer cerca de 15 séries por semana para esse grupo de músculos. Menos séries do que isso podem não produzir o efeito desejado.

Não aumente a carga: Para continuar a desenvolver hipertrofia muscular, é importante sempre aumentar a carga de treinamento. Isso vai estimular a progressão.

Dieta inadequada: Além dos exercícios, é importante seguir a dieta correta. Portanto, é importante consultar um nutricionista ou médico.

Comentários (3)

  • evangelina novaes junckes
    evangelina novaes junckes

    MUITO BOM, RECOMENDO.

  • la-salete r eing
    la-salete r eing

    Atendeu as expectativas.

  • tamara z. braga
    tamara z. braga

    Muito bom !!!

Deixe o seu comentário

Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.